A IMPORTÂNCIA DO PROFESSOR E DA POLÍTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS

Por: Michaell Lange,
Londres, 22/12/19 –
Na semana passada meu filho (6) voltou da escola me perguntando se eu sabia qual era a função do Primeiro Ministro do Reino Unido. Essas coisas me deixam impressionado e ao mesmo tempo triste. Impressionado porque com apenas 6 anos de idade as crianças Britânicas ja são introduzidas na política. Me entristece porque enquanto países desenvolvidos ensinam desde cedo a importância da política a seus pequenos cidadãos, no Brasil, querem literalmente proibir a política nas escolas.
Hoje pela manhã, a caminho do parque, meu filho disse que queria ser Primeiro Ministro do Reino Unido. Fiquei surpreso porque nem estávamos falando sobre isso. Perguntei porque ele gostaria de ser Primeiro Ministro, e ele respondeu sem pensar; “porque eu quero mudar o mundo papai”. Perguntei a ele como ele faria isso e ele respondeu; “eu quero chamar todos os Primeiro Ministros do mundo e pedir para eles não produzirem mais carros que poluem o ar”.
O que me deixa impressionado e orgulhoso, não é que meu filho um dia possa ser o Primeiro Ministro, mas como é importante a introdução da política ainda na idade infantil das crianças como forma inspiradora e motivadora nas questões sociais da sociedade que eles ja fazem parte.
Essa diferença é possível ser observada nos adultos. As pessoas aqui, não assumem apenas as responsabilidades das suas casas. As pessoas aqui, assumem a responsabilidade de cada detalhe da comunidade e da cidade que eles vivem. Um saco de lixo fora do local adequado ou no dia errado, gera debates e denuncias nas redes sociais e as autoridades locais respondem com rapidez.
Duas semanas atrás alguém deixou lixo do lado de fora da nossa porta. Fiz um twitter e logo, outras pessoas compraram minha briga. Na manhã seguinte ja haviam solucionado o problema. A reação das pessoas remete a uma reação do governo local e até as crianças sabem disso, porque a escola faz essa introdução ja na idade infantil. A política é parte importante da vida deles assim como a escrita e a leitura.
No Brasil, a preocupação das autoridades é de camuflar a importância do envolvimento político dos cidadãos nas questões sociais do país. Dessa forma, as pessoas crescem cuidando apenas do quintal de suas casas, sem perceberem que a rua, o bairro e a cidade onde moram, são na verdade suas casas, o lugar onde vivem. “Se o buraco da rua esta na frente da casa do vizinho, o problema não é meu”. “Se o bueiro entupido esta na rua de trás, sorte a minha”. Precisamos assumir a responsabilidade de sócios da sociedade que vivemos. Dessa forma, todos se preocupam com o bem estar de todos.
O Governo Brasileiro tenta impor uma regra que impede o ensino da política nas escolas públicas. Uma das razões apresentadas é a de que a maioria dos professores são Comunistas. Todos nós sabemos que existe uma tendência esquerdista nas escolas, e isso não se limita ao Brasil. Porém, essa experiência acadêmica não é apenas importante, mas vital na formação de uma democracia saudável. Somos todos revolucionários e revoltados com o sistema durante nossa adolescência. Queremos mudar o mundo etc. Mas essa tendência sofre mudanças na medida em que entramos no mercado profissional, e é aí que esta a diferença. Num mercado de trabalho que oferece as oportunidades almejadas por uma força de trabalho jovem e motivada, o tal “comunismo” não tem a mínima chance. Mas num mercado de trabalho que tem muito pouco a oferecer a quem chega com o entusiasmo e a vontade de vencer de um jovem de 18-20 anos de idade, a frustração da vez a decepção e ao sentimento anti-sistema.
O próprio professor Brasileiro acaba sendo vitima da mesma mentalidade. O mesmo governo brasileiro que acusa nossos professores de serem Comunistas, é o mesmo governo que mantém nossos professores presos a uma vida sem perspectivas de prosperidade e desenvolvimento dignas de um regime Comunista. Como podemos exigir professores motivados a ensinarem a importância do desenvolvimento econômico, se mantemos os professores presos a um sistema opressivo e com salários que não pagam nem os custos básicos de uma vida digna?
Os professores Britânicos estão longe de serem ricos, mas a qualidade de vida deles, não apenas salarial, mas também num conjunto social que inclui respeito, seria algo parecido ao paraíso para os desmoralizados e desrespeitados professores Brasileiros. Mudar nossa consciência política e a sua importância para o nosso desenvolvimento social é o primeiro passo para mudarmos essa situação.
Escola sem partido pode parecer um lema justo, mas o que ele realmente significa, é escola sem política, e isso é trágico para qualquer sociedade que busca desenvolvimento sócio-econômico para o melhoramento da qualidade de vida de todos os seus cidadãos.
Num país onde a filha de um dono de mini-mercado (Margaret Thatcher) e o filho de um motorista de ônibus (John Major) foram Primeiro Ministros Britânicos pelo partido conservador, não me surpreenderia que o filho de um imigrante Brasileiro possa chegar lá um dia. Mas mesmo que meu filho não venha a ser o primeiro ministro, o fato da sua escola estar lhe dando a orientação política e social que ele precisa ter para ser um cidadão consciente e motivado num país desenvolvido, ja me deixa feliz e seguro de que suas chances de ser feliz e bem sucedido são no mínimo muito boas. 
Nota final: Feliz Natal a todos os professores do Brasil, em especial à Dona Barbara Porto (CEDARS), David Fletcher (London Metropolitan University), Dr Celso (Univale) entre outros que muito influenciaram minha vida, desejo que o ano novo traga mais respeito e perspectivas a essa classe fundamental em qualquer sociedade, porque são eles que formam absolutamente todos os profissionais do nosso país!
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s