A PONTE E O POVO BRASILEIRO: DUAS VÍTIMAS, UM ÚNICO CULPADO

By: Michaell Lange,

London, 14/01/17 –

O que há em comum entre o povo Brasileiro e a Ponte Hercílio Luz? Os dois são moribundos abandonados e explorados pelos mesmos aproveitadores. Os políticos Brasileiros tem sangue nas mãos! 

A Ponte Hercílio Luz, um dos ícones mais reconhecidos no Brasil, e o maior símbolo do estado de Santa Catarina, se tornou um exemplo nacional e clássico do descaso com o dinheiro público e da falta de compromisso dos políticos com o povo Brasileiro. É comum ouvir-se falar do orgulho de ser Brasileiro. Políticos recém eleitos ou em campanha eleitoral, são vistos de Norte a Sul do país esbravejando do alto dos seus palanques, todo o seu orgulho pela terra e pelo povo Brasileiro. Entre todos eles, 99.9% não passam de Urubus carniceiros, mercenários interessados apenas no que lhes beneficia pessoalmente. Não tem amor por ninguém a não ser por si mesmo! São os responsáveis pela injustiça e pela miséria do povo Brasileiro e ao mesmo tempo e inexplicavelmente amados pelos miseráveis.

A Ponte Hercílio Luz é a fotocópia do povo Brasileiro. Celebrada no nascimento, e abandonada à própria sorte logo no dia seguinte. A ponte abandonada, leva camuflada em suas barras de ferro, a promessa certa de ganhos futuros para os mesmos aproveitadores que a construíram. Afinal de contas, o povo é facilmente convencido de que um símbolo tão importante como a ponte, não pode cair aos pedaços. O que o povo não sabe, é que a reforma é eterna e cara, muito cara! Dessa mesma forma, celebrado e abandonado, o povo Brasileiro inicia sua jornada em direção ao fim da vida logo depois do seu nascimento. A Ponte segue o mesmo destino. Os dois morrerão prematuramente nas mãos da irresponsabilidade pública. Sem acesso a saúde, o Brasileiro vive menos. Sua vida útil, que lhe permite fazer atividades de lazer e trabalho, são reduzidas dramaticamente por falta de manutenção, limitando também assim, a sua contribuição social. A Ponte Hercílio Luz morreu aos 56 anos de idade. Nascida em 1926 e aposentada por invalidez em 1982. O financiamento da obra, obtido através de empréstimos de bancos Americanos, só foi pago em 1978 ou seja, 50 anos depois da sua inauguração e apenas 6 anos antes da sua inutilização. A Ponte Golden Gate, na cidade Americana de São Francisco, foi inaugurada em 1937, e 80 anos depois continua sendo 100% utilizada. O povo Americano, apesar de não ser o mais saudável do mundo, também vive mais do que o Brasileiro.

A falta de saúde adequada ao longo da vida, transforma aquele ser inicialmente celebrado e cheio de vida, em um moribundo humano, ou como no caso da Ponte, um fantasma devorador de verba pública! O moribundo deixa de ser um contribuinte nas questões sociais e/ou familiares. Suas idas e vindas aos hospitais o farão conhecido dos médicos, enfermeiros(as) e até dos seguranças. E mesmo assim, o risco de você morrer por falta de atendimento é altissimo. O art. 196 da Constituição Federal de 1988 declara a saúde como um direito de todos e um dever do estado. Mas o povo Brasileiro é hoje, uma carcaça abandonada pelo estado, deixada para os abutres e ao acaso da sorte. Se fossemos aplicar a Constituição Federal, todo ministro da Saúde ja tomaria posse de dentro da cadeia.

Essa realidade poderia ser muito diferente se os recursos públicos fossem gerenciados e administrado por patriotas e profissionais sérios. Ao contrario disso a situação decadente do povo e da ponte, são vistos pelos abutres como uma oportunidade para ganhar dinheiro e “se dar bem”. Sua aposentadoria precoce será impedida e roubada pelo governo. Batedores de carteira verão você como presa fácil. O estado deplorável da população será usado por profissionais da iniciativa privada para justificar o fornecimento de serviços emergenciais e superfaturados. Os administradores do bem público são pagos para deixar o sistema existir e se proliferar. Clínicas, farmácias, laboratórios, empresas de construção, conservação e manutenção, que só sobrevivem por conta dos seus contratos com o governo (são destes batedores de carteira que me refiro), são os responsáveis pela sangria do dinheiro público. Claro, tudo isso devidamente autorizado pelos políticos que você elegeu e comemorou feito um louco no dia da vitória.

Você também será usado a vida toda por grandes farmacêuticas e seus tratamentos médicos e vacinas (obrigatórias) porque obviamente, a cura de doenças não são tão lucrativas quanto os tratamentos. “Se você curar o doente ele vai embora e não volta mais. Se você trata-lo, ele irá voltar pelo resto da vida para buscar mais remédios”. E afinal de contas, para que construir uma ponte nova, se reforma-la em caráter emergencial por toda a eternidade é um negócio muito mais lucrativo? Lucrativo para os bandidos, obviamente. O povo fica apenas com a conta para pagar. Uma exigência do governo que você elegeu.

Um povo moribundo e desesperado, aceita qualquer coisa. O pastor vende a salvação em troca de tudo que você tem, e você compra na fé e na esperança de que seja verdade. Um Paliativo passa a ter a importância da cura para um doente terminal, cujo o comprimido trás o alívio momentâneo da dor. Em situação de emergência você faz o que tiver que ser feito, e paga o que precisa ser pago. Se a ponte cair, os políticos não se elegem. Se o paciente morrer, a farmácia perde o cliente. O povo precisa acordar porque o ladrão esta na cozinha da sua casa, e foi você que o convidou para entrar!!!

O crime contra o povo Brasileiro segue a sombra da justiça que se recusa a processar e julgar autoridades públicas responsáveis pelo descaso da saúde além das milhares de mortes por ano causadas diretamente pela falta de atendimento e de um sistema de saúde adequado quebrando os direitos básicos previstos no art.196 da Constituição Federal de 1988.

Segundo o Ministério Público de Contas de SC para o G1, nos seus 30 anos de reformas, a ponte Hercílio Luz ja consumiu R$563.5 milhões de Reais dos cofres públicos. Com o mesmo valor, o governo do estado de Santa Catarina poderia ter construído três pontes estaiadas aos moldes da ponte de Laguna. O governo da Bela e “Santa” Catarina, também poderia ter construído oito hospitais completos de qualidade internacional, para atender uma população total de 320 mil habitantes, incluindo 1 ano dos custos de operação. Na China, foi inaugurada este mês a ponte mais alta do mundo com um custo total de $144 milhões de Dólares e três anos para ser concluída. Com o mesmo valor gasto para manter a ponte Hercílio Luz de pé e inutilizada nos últimos 30 anos, o governo de “Santa” Catarina poderia ter construído a mesma ponte Chinesa em três anos e ainda sobraria $37 milhões de Dólares para fazer a sua manutenção adequada por décadas. Os políticos de Santa Catarina são da mesma categoria dos políticos do resto do Brasil. São eles que deveriam estar superlotando nossas cadeias.

Apesar do crime contra o patrimônio histórico, Artístico e arquitetônico do município de Florianópolis (Decreto 637/92), ninguém até hoje foi responsabilizado, preso ou processado. 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s