13 DE MARÇO: UM LADO POSITIVO E UM SONHO UTÓPICO

Por: Michaell Lange,

Londres, 11/03/16 –

Os dois artigos anteriores a esse focaram nos riscos que o Brasil tem enfrentado nesse período de extrema instabilidade na política nacional. Riscos estes que devem chegar ao seu ponto crítico neste final de semana (13), quando os dois lados da política Brasileira realizarão manifestações por todo o Brasil. O medo de todos que conhecem a história e as fragilidades do povo Brasileiro, é um possível conflito nas ruas que poderá dividir ainda mais o Brasil e que possa evoluir para uma guerra civil. Essa possibilidade é real e deve ser acompanhada com muito critério por todos os Brasileiros. Cidadãos brasileiros não podem entrar em guerra contra outros Brasileiros. Essa realidade não faz parte da natureza do nosso povo. Mas as possibilidades de um conflito interno são reais, por conta do alto nível de tensão, principalmente das partes radicais e também por conta de possíveis influências externas que procuram tirar vantagens desse momento frágil que vive a nossa democracia.

Mas apesar das tensões e dos riscos, o Brasil vive um momento histórico em vários sentidos que devem ser comemorados. Apesar da contínua onda de corrupção e injustiças, a política como tema de assuntos e debates, nunca foi discutida em escala tão larga quanto neste momento. Os Brasileiros, finalmente, estão começando a entender a importância da sua participação no debate político nacional. Os políticos Brasileiros, jamais foram tão cobrados, observados e expostos como agora. Basta um passo em falso de qualquer autoridade pública, para que as redes sociais se transformem em uma verdadeira Tsunami de denúncias e debates com participação de cidadãos Brasileiros e estrangeiros em todo o Brasil e ao redor do mundo. Hoje, não há limites para a informação. O Brasileiros participam de dentro do barco de pesca em alto mar, de dentro da cabine do caminhão, de dentro dos tratores nas lavouras e fazendas espalhadas pelo Brasil a fora. O Brasileiro nunca participou tanto das questões sociais do país como agora. Antes, a grande mídia era a nossa fonte de informação. Dependíamos dos jornais, das radios e dos telejornais para saber o que acontecia pelo Brasil. Essa dependência nos tornava vitimas fáceis das manipulações midiáticas que influenciavam nosso modo de pensar e agir. Hoje, a influência da grande mídia continua, mas a grande diferença é que agora, sabemos o que eles fazem e estamos começando a nos defender. Em 2016, a TV e o radio não são mais nossas fontes de informação. São eles, as grandes agencias de comunicação, que buscam nas redes sociais, as fontes para a sua programação de notícias. Deixamos de ser teleguiados para sermos fonte de notícia. Devemos muitas dessas mudanças as redes sociais. É claro que ainda estamos no início desse processo. Ainda há um longo caminho pela frente, mas esse caminho não tem volta. Estamos tomando posse das nossas opiniões e estamos discutindo nossos problemas abertamente com o Brasil inteiro. Os políticos ja não fazem suas sujeiras com a mesma tranquilidade e impunidade com que faziam anteriormente. Tudo é filmado, gravado e publicado nas redes sociais, sem cortes, sem edição, sem interesses de terceiros. O Brasileiro esta mudando sua atitude. Estamos nos organizando em canais independentes. Temos nossas próprias celebridades e nossos próprios canais independentes, e isso é muito bom para nossa democracia e para o futuro da sociedade Brasileira. Quem precisa da grande mídia? Temos tudo que precisamos nas redes sociais. De Tico Santa Cruz à Revoltados On Line, os Brasileiros tomam posse do país e dos seus problemas sociais. O equilíbrio e a legitimidade dos debates é decidido pelos próprios Brasileiros. O império dos grandes meios de comunicação nunca estiveram tão próximos do colapso e da exposição total. Minha grande dúvida ainda é: Será que o Brasileiro tem consciência dessa revolução? Será que o Brasileiro como indivíduo, tem noção do quão grandioso e fundamental tem sido sua participação nas redes sociais para o sucesso dessa revolução informativa e participativa que tomou conta do Brasil?

O que eu chamo de “o poder do clic”, é a capacidade que cada indivíduo tem de clicar no botão do seu computador ou smartphone e compartilhar uma idéia, uma informação ou uma denúncia, com milhões de pessoas ao redor do mundo em menos de 1 segundo. Ainda é preciso evoluir nosso senso crítico para não compartilharmos tanta informação falsa e fraudulenta, mas acredito que esse é um processo que precisa de tempo e ainda estamos apenas dando os primeiros passo. Por isso, é extremamente importante, que nós, Brasileiros, tenhamos consciência do que estamos fazendo e a importância que a nossa participação nas redes sociais pode ter nessa revolução informativa, política e social que estamos vivendo hoje. A linha de comunicação direta que as redes sociais nos proporciona é a grande arma dos Brasileiros contra as manipulações e interferências promovidas pelas grandes agencias de comunicação. Quando os Brasileiros se comunicam sem os intermediários televisivos por exemplo, os poderosos perdem o poder de manipulação e controle sobre as grandes massas. Mas é importante que tenhamos consciência do poder que nós temos, e o impacto da nossa participação como indivíduos e como povo Brasileiro, no processo político nacional. Não é a toa que as forças dominadoras, sejam elas partidárias, empresariais ou a própria mídia, tentam a todo custo e de todas as formas, dividir o povo Brasileiro e recuperar o poder hegemônico que eles exerciam no passado e que esta totalmente comprometido hoje. É vital que o Brasileiro tenha consciência do que é seu. O Brasil não é do governo. O Brasil não pertence ao PT, nem ao PSDB ou PMDB. O Brasil pertence a todos os Brasileiros, incluindo tudo o que ha em seu território. Aqueles que ocupavam o poder e ainda ocupam, tentam nos convencer do contrário. Mas, o voto do Brasileiro não elege proprietários. O voto dos Brasileiros elegem administradores públicos! Estes, eleitos democraticamente, ganham o direito de representação, mas esse direito não pode jamais, dar-lhes o poder de vender ou roubar aquilo que não lhes pertence. Nossos representantes não são nossos proprietários. Nossos representantes não são mais do que nossos meros funcionários. Como ousam se comportarem como nossos mestres? Como ousam dividir o povo Brasileiros em direita e esquerda? Somos um só povo e jamais devemos permitir que sejamos divididos e controlados!

Precisamos entender que o PT não é o partido que esta no poder. Como ousam prender PTistas corruptos incluindo o próprio Lula, e tentarem nos convencer de que o PT é o único partido no poder? O sistema político Brasileiro é dividido em três poderes. Ha o poder Legislativo, formado pelas duas câmaras federais de deputados e senadores, o poder executivo representado na figura do presidente, e o judiciário. O PT esta no poder do executivo que esta sujeito aos poderes Legislativos e judiciários. As duas câmaras são presididas por Eduardo Cunha e Renan Calheiros, opositores da Presidente. E o Judiciário, apesar de ser apontado pelo presidente da república, ainda esta sujeito as decisões das duas câmaras. Por tanto, não é o PT que esta no poder mas, o PT, o PSDB e o PMDB. O Brasileiro precisa ficar atento a essa realidade e entender rapidamente que o impasse político que vivemos hoje é uma luta por poder e não pelos interesses dos Brasileiros. Nenhum destes partidos merecem o apoio dos Brasileiros hoje porque todos eles são responsáveis por essa onda de corrupção e desgoverno que o Brasil esta vivendo. O meu sonho utópico, é ver os Brasileiros se comportarem no próximo dia 13 de março, como os Irlandeses e os Escoceses se comportaram no confronto promovido pelo império tirânico Inglês no filme “O Coração Valente”. Na cena do campo de batalha, o exército rebelde Escocês liderado por William Wallace, enfrenta o Rei Inglês que ordena o exército Irlandês a atacar os Escoceses na primeira linha de frente. O que o Rei Inglês não havia percebido é que os Escoceses e Irlandeses eram povos oprimidos pela monarquia Inglesa e no momento do confronto, no último segundo em que corriam para o enfrentamento e a luta corporal, os dois exércitos pararam e se uniram contra o grande opressor, que era na verdade a monarquia Inglesa. A cena do filme esta disponível no final deste artigo.

Assim como no Filme O Coração Valente, o povo Brasileiro é o grande oprimido pelo governo formado pela união das três principais “Monarquias” do país ou seja, PT, PSDB e PMDB, cada um com seu próprio “Rei”, mas todos eles oprimem um único povo, o povo Brasileiro. Os verdadeiros inimigos dos Brasileiros não são os outros Brasileiros, mas sim, nossos opressores que estão no poder. Na minha analogia, os defensores da oposição governamental, formada principalmente por PSDBistas, e os defensores do PT ou PTistas, fazem o papel de Escoceses e  Irlandeses. O PT, PSDB e PMDB fariam o papel do Rei opressor Inglês. Seria uma grande demonstração de poder se o povo Brasileiros pudesse se unir no dia 13 e mostrar para nossos opressores que não aceitamos ser divididos, porque acima de qualquer coisa, somos todos Brasileiros! Se isso acontecesse, a expressão nos rostos dos opressores seria a mesma expressão do Rei Inglês, uma expressão de derrotado. Assista ao video e encontre inspiração para unirmos o Brasil em prol de um único bem, o bem estar do povo Brasileiro.

Cena do Filme O Coração Valente: Que tal agirmos dessa forma no próximo dia 13?

 

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s