UM APELO E UM ALERTA AO POVO BRASILEIRO

Por: Michaell Lange,

Londres, 09/03/16 –

 

Lembre-se de que absolutamente nada do que o Lula ou o Aécio falarem, pode valer mais do que a vida de um cidadão Brasileiro!

Acabo de assistir ao Documentário “O dia que durou 21 anos”. As similaridades entre a situação sócio-políticas pré-1964 e a situação sócio-políticas de hoje, são estarrecedoras. As similaridades na fragilidade da população Brasileira em ser facilmente influenciada e manipulada pela mídia, é idêntica às encontradas no período pré-1964. Nossa mentalidade parece não ter evoluído! Não nos libertamos das correntes mentais que historicamente mantém populações inteiras sob o domínio de quem quer que esteja no controle das comunicações. Continuamos preguiçosos e omissos no exercício da cidadania que é fundamental para a qualidade de qualquer democracia. Não investigamos e não questionamos o grande número de informações falsas ou fraudulentas que recebemos todos os dias via agências de comunicação e redes sociais. Compartilhamos noticias que nos é conveniente sem nos importarmos com a veracidade da informação. Somos bombardeados por informações distorcidas e compartilhamos as distorções com nossos amigos e familiares. Essa omissão é um crime contra a sociedade Brasileira e acabamos pagando um preço caro por nossa própria incapacidade de pensar. Estamos dispostos a receber informações e opiniões prontas e pré-editadas, como sendo verdades absolutas. Não temos o mínimo de vontade de se quer questionar o que estão nos dizendo. Parece-me que para o Brasileiro, a conveniência da informação é mais importante do que a sua veracidade. Isso é um absurdo inaceitável! Se queremos um país melhor para todos, é vital que o Brasileiro deixe de ser escravo mental. Precisamos deixar de seguir ordens e passarmos a pensar por conta própria. Nossa mentalidade é de fácil dominação e por isso, somos alvos de constantes ataques da esquerda e da direita política, pela busca do controle hegemônico da opinião pública. Aquele que controla a opinião pública, normalmente elege o presidente da república.

Somos extremamente previsíveis sobre o que compartilhamos na internet. É triste e irônico navegar pelas redes sociais diariamente em busca de informações confiáveis e se deparar com um verdadeiro mar de fraudes e mentiras compartilhado por pessoas que frequentemente criticam as manipulações da grande mídia. Assisto com certa desesperança, sempre as mesmas pessoas defendendo o PT e criticando o PSDB, e sempre as mesmas pessoas omitindo as denúncias contra o PSDB e criticando as denúncias contra o PT. Além disso, há pessoas que apoiam cegamente políticos fascistas sem perceberem que são alvos desse mesmo fascismo. São raras as pessoas que apresentam opinião própria e imparcial que por sinal, são pessoas que recebem a minha credibilidade quando compartilham informação. Todos os outros são previsíveis. Compartilham qualquer montagem com mensagens duvidosas, e infelizmente por isso, carecem de credibilidade.

Pessoalmente, não aceito opinião pronta de nenhum meio de comunicação. Existe uma diferença importantíssima entre opinião e informação. Jornalistas costumam promover diferentes formas de noticiar informação. O repórter, como o próprio nome sugere, é a pessoa que narra um acontecimento. Chamamos isso de reportagem porque o jornalista de fato, esta reportando algo que esta acontecendo. É muito parecido com um narrador de futebol por exemplo. Mas, como sabemos, a narração nem sempre é uma representação fiel das imagens que estamos assistindo. Existe também, uma outra aberração nas comunicações chamada de “formadores de opinião”. Formadores de opinião são, ao meu entender, uma afronta a capacidade intelectual de todos os cidadãos. É como se fossemos incapazes de formar nossa própria opinião e por isso, precisamos destas pessoas para pensar e criar opiniões em nosso nome. Decidem assim, como e o que devemos pensar sobre um determinado assunto. Francamente, formadores de opinões são na verdade, instrumentos de alienação intelectual em massa. Não acredite neles! Não troque sua capacidade de formar sua própria opinião por um produto que você não sabe quem fabricou e com qual propósito foi fabricado. A responsabilidade dos jornalistas é de reportar, informar, investigar e questionar tudo aquilo que esta sendo apresentado. Quem forma opinião é o ouvinte/leitor que com base no seu próprio senso critico, formará uma opinião a respeito daquilo que foi noticiado. O Brasileiro precisa ser mais ativo nas questões sociais e políticas do país. Temos a responsabilidade de pensar com liberdade, sem a influência dos meios de comunicação que controlam nossas decisões políticas. A superação dessa grande barreira é um dos principais obstáculos no caminho do desenvolvimento sócio-econômico Brasileiro.

Identificar o jornalismo predatório não é um problema difícil. Basta prestarmos atenção nas informações divulgadas por certos jornalistas e certos meios de comunicação. Se as informações são sempre direcionadas para um único partido ou político, desconfie. O jornalismo construtivo questiona, investiga, e é sempre imparcial. O jornalismo predatório esta sempre encontrando um meio de convence-lo de alguma coisa. O jornalismo construtivo não tem como objetivo convencer e sim, fazer o público pensar a respeito de um assunto. Pessoalmente, procuro não seguir entidades ou partidos. Prefiro apoiar boas idéias e boas atitudes sem me importar de onde venham. Esse posicionamento imparcial, independente e livre, incomoda muita gente porque é uma ameaça ao sistema estabelecido que beneficia quem esta no poder e não tem planos de sair.

Neste final de semana, mais precisamente dia 13, a capacidade dos Brasileiros de pensar livremente sera posto a prova. Se os Brasileiros entrarem em luta corporal contra outros Brasileiros por causa de opiniões políticas, o Brasil perderá uma batalha importante na manutenção da sua democracia. Os líderes partidários e os interesses de terceiros, serão os grandes vitoriosos. Quando o sangue Brasileiro manchar o asfalto, ali estará representado a derrota do nosso povo para o poder manipulador capaz de fazer o povo lutar contra o próprio povo. Se as manifestações transcorrerem civilizadamente sem violência, mesmo com as provocações dos extremistas que buscarão a guerra, o Brasil e o povo Brasileiro terminará o dia mais forte. Nossa democracia estará mais forte.  Mas, por tudo que tenho acompanhado nas redes sociais, minha consciência me leva a pensar que o Brasileiro não esta preparado para esse teste e por isso, acredito que a realização de duas manifestações com opiniões políticas contrárias no mesmo dia, é uma receita para uma tragédia. Talvez o próprio Brasileiro não tenha muita idéia dos interesses que estão em jogo aqui. Ha forças muito poderosas agindo contra o Brasil nesse momento e uma guerra entre Brasileiros seria o grande sinal de vitória para quem não tem nenhum interesse no bem estar do povo Brasileiro. Registro aqui, mais um apelo e mais um alerta ao povo Brasileiro para manter sua condição pacífica a todo custo no dia 13. Os interesses políticos e partidários não podem estar acima do bem estar do povo Brasileiro. lembre-se que absolutamente nada do que o Lula ou o Aécio falarem nos próximos dias, pode ter mais valor do que a vida de um cidadão Brasileiro.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s