Lula e FHC: Quem Foi o Melhor Presidente Para Quem

Por: Michaell Lange,

London, 12/03/15

A direita, representante da alta sociedade Brasileira, odeia o Lula com a mesma veemência com que um vampiro odeia a cruz. Por outro lado, a esquerda, representante da classe trabalhadora demonstra o mesmo ódio com relação a elite dominante no Brasil. Mas qual seria a razão de tanto ódio se a alta sociedade Brasileira foi a classe que mais ganhou com o governo Lula, ao mesmo tempo que FHC fez quase o mesmo tanto pela classe trabalhadora?

Durante grande parte do governo FHC a balança comercial apresentou enormes déficits de bilhões de Dólares ou seja, o Brasil importava mais do que exportava. A indústria, vendia pouco e precisava comprar muito mais produtos de fora do que era exportado. Dessa forma, o déficit da balança comercial prejudicava a industria Brasileira que por consequência prejudicava a classe dominante. No mesmo período, FHC controlou a inflação que acabou com o lucro fácil das grandes cadernetas de poupança que pertenciam obviamente aos ricos, e implantou o plano Real que apesar de ser de autoria do Presidente anterior, Itamar Franco, é justo dizer que FHC tem sim parte nesse mérito pelo trabalho que fez dando continuidade no plano que impulsionou a economia Brasileira de forma positiva por vários anos. O trabalhador até então não sabia o que era um carro “zero kilômetro”. Brasileiro andava de carro velho, muito velho. As Brasílias, Corcéis e os fuscas tinham no mínimo 10 anos de idade. A frota de carro do Brasil parecia mais um ferro velho ambulante. Brincava-se dizendo que o que matava nos acidentes de trânsito não era o impacto, o que matava era o tétano. Com FHC o Brasileiro passou a ter carro zero. Mesmo sendo um Corsa financiado, eu lembro até hoje do cheiro do primeiro carro novo do meu pai, um corsa super, lindo! O mercado de automóveis explodiu e criou o Lula que também por motivos justos, se tornou um dos grandes lideres sindicais e defensores dos trabalhadores da história do Brasil. O Brasil de FHC vendia nossos recursos naturais para os Americanos que por sua vez resolveu comprar a segunda maior mineradora do mundo por um terço do seu valor de mercado. A classe alta Brasileira não ganhou com as privatizações com exceção de um pequeno numero de super ricos que ficaram ainda mais ricos, mas quem realmente se beneficiou com o plano econômico de Itamar e FHC foi a classe trabalhadora que passou a ter até plano de saúde privado. Infelizmente, tudo que é bom dura pouco, e em nenhum outro lugar do mundo esse ditado é verdadeiro do que no Brasil. A crise Asiática veio e nos pegou de calças na mão, O Brasil quebrou e o resto da história todo mundo já sabe.

Lula viu na crise que entregou grande parte das nossas riquezas para mãos estrangeiras, a oportunidade que lhe haviam roubado em 1989 e que por sinal o próprio Lula admitiu mais tarde, foi melhor assim já que ele não estava preparado para governar naquela época. Mas, depois de uma profunda reforma nas visões sobretudo idealistas e ideológicas, Lula reapareceu bem mais moderado e coerente. A elite Brasileira, mesmo desconfiada, se sentiu mais a vontade com o novo Lula e assim o Brasil elegeu o primeiro Presidente emergente da história recente do Brasil. Lula deu continuidade a muitas políticas públicas aplicadas por FHC e em alguns casos ampliou e melhorou os sistemas de benefícios que mais tarde deixaria a classe alta descontente, mas eu voltarei a esse assunto um pouco mais a frente. No campo econômico e internacional Lula surpreendeu até mesmo alguns de seus maiores críticos. Lula vendeu a marca Brasil no exterior de forma a deixar os melhores economistas e marketeiros do mundo morrendo de inveja. Simpatico e super carismático, o Presidente do povo deu um ponta-pé na bunda dos Americanos de forma tão sutil que a maioria dos Brasileiros nem viu. O Brasil passou a vender mais para os Chineses que logo se tornaram os maiores compradores de produtos Brasileiros sobretudo, matéria prima. A balança comercial se inverteu. O Brasil passou a exportar mais do que importava e ano após ano a balança comercial e os investimentos externos bateram recordes. A Mídia mundial passou a venerar o Presidente do Brasil e a China passou a comprar 3,4,5 vezes mais do que os EUA costumavam comprar do Brasil. O resultado foi um salto econômico nunca visto na historia do país. Recordes de crescimento do PIB já nem eram mais noticia. As revistas do exterior estampavam o Brasil na capa com dizeres, “O Brasil Decolou”. O PIB Brasileiros crescia a 8,9,10% ao ano e a classe alta Brasileira não sabia mais o que fazer com tanto dinheiro. Porem, do outro lado da moeda, digo, da sociedade, a classe trabalhadora não via os ganhos acompanharem os ganhos dos mais ricos – É preciso antes de mais nada reconhecer que muitos Brasileiros emergentes passaram a ser ricos e 36 milhões de Brasileiros saíram da total miséria – Infelizmente, o crescimento econômico ficou apenas no âmbito do produto interno bruto (PIB) e não refletiu em desenvolvimento social e humano. Sem crescimento social e humano, o Brasileiro ficou preso numa situação na qual não passava fome, mas também não conseguia crescer. O índice de desenvolvimento humano (IDH) permaneceu mediocre e na classificação da ONU o IDH Brasileiro ficou em vigésimo quinto lugar na America Latina, enquanto países como Cuba esbanjavam o quinto lugar. A educação também não evoluiu, continuando a ser uma das piores do mundo. Na infra-estrutura de serviços sociais o Brasil não viu melhora na saúde nem em saneamento básico e segurança. Uma modesta classe média surgiu, mas esta, se encontra endividada e sob forte pressão pela pobreza do sistema de saúde e negligencia da educação.

Concluindo meu pensamento, a idéia de que FHC beneficiou apenas os mais ricos e Lula beneficiou apenas os mais pobres é um conceito questionável. Talvez, o maior problema nessa mentalidade entre direita e esquerda seja mesmo uma questão de ignorância ideológica mais do que apenas um problema de ódio entre rico e pobre. A verdade é que numa observação básica entre os governos de FHC e Lula é possível demonstrar que ao contrario do que muita gente pensa, o governo FHC pode ter beneficiado a classe trabalhadora de uma forma mais abrangente do que é reconhecido pelo Brasileiro de forma geral, ao mesmo tempo que ao contrario do que a elite pensa, o governo Lula pode ter beneficiado a classe alta de forma muito maior do que a elite esta preparada a admitir. Nessa briga entre dominantes e dominados, os dominantes parecem continuar numa vantagem elevada com relação aos dominados. O que me deixa intrigado é ver a elite Brasileira dobrar seu capital durante os 8 anos do governo Lula e não aceitar de forma alguma que um programa social como o bolsa família seja uma das políticas publicas de maior sucesso na história do combate a pobreza e isso tudo com um beneficio que da pouco mais de R$60 Reais por criança que seja mantida na escola. É como ver um leão de barriga cheia com inveja do pótinho de leite do gatinho, não faz muito sentido do meu ponto de vista. Já no caso da Dilma, bem, no caso da Dilma é melhor a gente conversar numa próxima oportunidade…

Os Protestos do Dia 15 Estão Condenados a Falhar

Por: Michaell Lange

London, 11/03/15

No próximo dia 15 estão marcados protestos em todo o Brasil para pedir o impeachment da Presidente Dilma. Democraticamente, a única maneira de dar legitimidade a um processo de impedimento da presidente seria por meio do aval do povo que a elegeu ou seja, grandes demonstrações de Norte a Sul do Brasil. Mesmo assim, o processo não seria tão fácil quanto muitos pensam. Depois de um claro apoio popular, o congresso junto com o judiciário ainda teriam que levantar provas que incriminassem a presidente e tornasse o processo de impedimento constitucional. Mas não é da questão legal que eu quero tratar aqui nesta matéria. Como diz o titulo, os protestos não terão o efeito que os organizadores e outras camadas da população desejam e eu pretendo explicar brevemente porque.

Para quem acompanhou as campanhas eleitorais e o show de ódio e preconceito despejados nas redes sociais e outros meios de comunicação depois da noticia da reeleição da Dilma, sabe que grande parte desse pessoal faz parte da organização de muitos destes protestos que irão as ruas no dia 15. Por sinal, assim como nas eleições, estes mesmos organizadores cometeram erros primários na organização do chamado, grande protesto do dia 15. Assim que o governo Dilma começou a apresentar os cortes nos gastos públicos para os próximos anos, com elevação do preço dos combustíveis e energia, mudanças nas leis trabalhistas, cortes na educação e benefícios sociais além dos escândalos de corrupção na Petrobras e BNDES, a oposição teve uma grande chance de unir forças com uma grande e importante camada da população que até então apoiavam o PT. Ao invés disso, assistimos a uma chuva de publicações daquele mesmo pessoal que promoveu o show de ódio e preconceito nas redes sociais no pós-eleição, que desta vez escolheram rir e debochar do povo Brasileiros por terem votado na Dilma. Não faltou postagens com dizeres, “bem feito, votou na Dilma agora aguenta!” ou “votou na Dilma agora vai pastar por 4 anos para aprender a não ser burro”, isso sem citar as palavras de baixo calão usadas a vontade para ofender e denegrir pessoas que fizeram uma escolha democrática e que bem ou mal, escolheram o presidente do Brasil de forma legitima. Me pareceram felizes de ver o Brasileiro sofrendo e o Brasil sofrendo junto. Perderam a oportunidade de unir o povo Brasileiro em um só objetivo, acabar com a corrupção no Brasil. Preferiram manter seus interesses partidários aos interesses do Brasil. Definitivamente, não se misturam!

Obviamente, eu tenho certeza que grande parte das manifestações do dia 15 serão legitimas e terão sim os interesses do Brasil no coração, mas a oportunidade de unir o povo por um Brasil melhor foi propositadamente deixada de lado pela oposição que preferiu a continuidade de suas conhecidas políticas ofensivas e difamatórias contra aqueles que votaram contra.

Na continuação da corrente de erros da oposição, os continuos ataques ao PT e as pessoas que votaram no PT deixaram a clara impressão de que as manifestações do próximo final de semana não se tratam de um protesto contra a corrupção mas sim um novo ataque contra uma presidente que bem ou mal foi eleita democraticamente. A oposição falha terrivelmente na sua proposta de fazer uma grande manifestação contra o PT quando deveriam estar propondo uma manifestação contra a corrupção. Em quase 100% dos posts nas redes sociais referentes aos protestos do dia 15, a proposta é claramente uma convocação para os anti-petistas ou seja, um protesto e um ataque contra um único partido politico quando deveria ser uma manifestação contra a corrupção que envolve todos os partidos politicos. Ao optar por atacar a presidente e seu partido politico, a oposição abriu mão do apoio de mais de 100 milhões de Brasileiros que votaram na Dilma e pelos quais continuarão a apoia-la caso haja risco de um movimento minoritário e inconstitucional para tira-la do poder. Eu, que optei em não votar nestas eleições,  me vejo quase na obrigação de não fazer parte de nenhum movimento social no momento por conta da grandiosidade das evidencias que apontam as manifestações do dia 15 como um movimento parcial e partidarista contra uma presidente democraticamente eleita ao invés de um movimento de união do povo Brasileiro contra a corrupção no Brasil.

Durante os protestos da copa das confederações, eu e muitos dos meus amigos, mesmo morando a milhares de quilômetros do Brasil sentimos a necessidade de nos juntar a um movimento que claramente se mostrava imparcial e apartidario. O objetivo era o bem do Brasil e de todos os Brasileiros, ricos e pobres. Fizemos uma manifestação com mais de 5 mil pessoas em frente ao Parlamento Inglês em apoio ao nosso país. Dessa vez, a única vontade que sinto é a de escrever este artigo e demonstrar minha insatisfação pela forma irresponsável pela qual a oposição esta usando de um momento importante para história política e social do Brasil para tirar proveito sobre um povo que já não aguenta mais esse tipo de comportamento.

Somos um só povo Brasileiro. Meu conselho aos que irão as ruas no próximo dia 15 é, não seja partidarista, lute contra a corrupção incrustada em todos os níveis da política nacional. Não deixem que interesses partidaristas de pessoas que não se importam com o Brasil, usem do seu direito de manifestação para garantir um ganho politico pelo qual o Brasil não tera nenhum beneficio. Lembre-se que a Bandeira do Brasil não é vermelha, nem azul. Somos um só povo, cansado de ser roubado e negligenciado por inúmeros governos e partidos politicos cujo interesse sempre foi se manter no poder e garantir a continuidade dos seus próprios interesses ao invés dos interesses dos Brasileiros. A oportunidade de unir o Brasil já foi perdida, mas ainda há tempo para lutar contra o verdadeiro mau que condena milhares de Brasileiros a viver com medo e sem perspectivas. Um Brasil de todos é um Brasil sem corrupção!

Informação e Desinformação: Quem Fala a Verdade e Quem Propaga a Mentira?

Por: Michaell Lange

London, 09/03/15

Na era da informação todo cuidado é pouco com a desinformação. Desinformar com o intuito de influenciar as massas não é um fenômeno novo, o que é novo é o acesso das massas a meios de comunicação independente como as redes sociais. Mesmo assim, ninguém esta livre da informação fraudulenta e mal intencionada que visa influenciar a opinião e o modo de pensar das pessoas. Durante a campanha eleitoral fomos testemunhas de uma verdadeira tsunami de montagens e dizeres colados a fotos de famosos para que você confiasse e acreditasse se tratar de informação verdadeira. Mesmo depois das eleições essa tendência não parou e engloba não apenas política mas todos os assuntos imagináveis. É difícil ter sempre, 100% de certeza sobre alguma informação, mas ao mesmo tempo ninguém gosta de se passar por otário, pelo menos é assim que eu me sinto quando me pego, por acidente, divulgando informação não verdadeira. Na maioria dos casos basta uma simples pesquisa no google para se verificar a veracidade da informação. Normalmente quando um tópico é importante você percebera que várias agencias estarão dando cobertura ao assunto. Capa de revista falsa é amplamente usada para enganar leitores desavisados. Na dúvida, entre no site da revista em questão e verifique se a capa é realmente verdadeira. Lembre-se que um povo mal informado ou desinteressado em buscar a informação verdadeira pode pagar um preço alto pelo erro. A história de um país pode ser modificada caso seu povo tenha em seu poder uma informação falsa ou errada.

Esta semana dois casos de informação falsa ganharam impulso nas redes sociais e até mesmo a chamada grande mídia caiu no boato e isso prova o quão relativamente fácil é enganar as massas. Primeiro foi a história da amnésia do piloto da F1 Fernando Alonso que teria acordado depois de um sério acidente dizendo ser piloto de cart e que seu sonho era ser piloto da F1, algo que foi verdade em 1995. Porém, o próprio Alonso desmentiu a fraude e até brincou com a inocência das pessoas em compartilhar uma noticia sem se resguardar da sua veracidade. Logo em seguida veio a história de que o ator de Hollywood Jack Nicholson estaria com Alzheimer e nem sabia mais quem ele era. Varias agencias de noticia conhecidas nacionalmente deram a noticia falsa antes de ser desmentida. Hoje, Marina Silva postou um gráfico em sua pagina do facebook com dados de crescimento de vários países do mundo comparando com o atual crescimento do Brasil. Marina disse que o governo Brasileiro continua a negar a crise o que é verdade, mas os dados colocados no gráfico estão errados e por isso fazem um desfavor a sociedade Brasileira tão necessitada por informações verdadeiras. No gráfico, Marina diz que o nível de crescimento da China é de 14,7%, uma grande inverdade já que o atual crescimento previsto pelo próprio governo Chines para 2015 é de 7%. Segundo Marina os EUA cresce a 6.1% quando na verdade os EUA acaba de apresentar um record de crescimento para a década de apenas 3.2%. Estas são informações publicadas por agencias dos governos citados acima e por agencias de noticia como a Reuters ou seja, informação facilmente encontrada na internet. Porém, o Brasileiro acredita que pessoas como Marina seriam incapazes de postar dados falsos e acabam por acreditar cegamente numa informação que na verdade não é verdadeira. Assim como no caso do gráfico da Marina, devemos tomar cuidado com informações postadas de qualquer fonte. Não podemos confiar cegamente apenas porque a fonte é reconhecida. É extremamente importante que tenhamos posse de informações verdadeiras para que as conclusões e consequentemente nossas decisões sejam tomadas com base em algo verdadeiro e não sejamos vitimas de boatos mal intencionados.

Desinformação é uma arma poderosa usada para fazer você fazer escolhas que você não faria caso soubesse da verdadeira. O Brasil vive um momento importante na sua história social e política e há muitos interesses em jogo. Por isso você deve ter sempre em mente a importância de estar fazendo a coisa certa para você e para o seu país e não trabalhar a favor de pessoas que na verdade não querem o bem do Brasil. Não se deixe enganar por boatos promovidos seja pelo governo ou pela oposição. Pense, reflita, busque as respostas a sua volta, acredite nas condições que você esta vivendo, observe se estão mais fáceis ou mais difíceis. Observe a situação de seus amigos, parentes e da comunidade em que você vive. Não deixe que outras pessoas façam você sentir que as coisas estão piores quando na verdade você esta vivendo melhor, ou façam você pensar que as coisas estão melhores quando na verdade estão piores. Seja dono absoluto das suas idéias e conclusões e não permita que falsas informações promovidas nas redes sociais e agencias de noticias de radio e TV mude a sua percepção e a sua maneira de ver os acontecimentos a sua volta. Seja um verdadeiro cidadão e recuse-se a ser parte da massa de manobra usado por terceiros para o beneficio único e exclusivo de terceiros. Não compartilhe publicações que você não tem certeza de sua veracidade. O Brasil precisa da verdade. Não compartilhe mentiras ou noticias falsas. O Brasil e os verdadeiros Brasileiros agradecem!

fontes

https://www.facebook.com/marinasilva.oficial

http://www.reuters.com/article/2015/02/11/us-economy-poll-usa-iduskbn0lf1m620150211

http://www.reuters.com/article/2015/01/28/us-china-economy-targets-idUSKBN0L10MO20150128